Uma criança de dois anos recebeu o diagnóstico de anemia severa e sopro no coração. O caso aconteceu nos Estados Unidos e os médicos revelaram a causa da condição que atingiu o menino. Eles chamaram de “overdose” de leite de vaca. Isso porque o pequeno ingeria em torno de 900 ml a 1,2 litros de leite ao dia.

A informação foi confirmada pela mãe do garoto, Laura Donovan, durante uma entrevista a mídia local. A quantidade consumida pela criança era muito acima do que é recomendado pelos pediatras, de 480 ml a 720 ml por dia. O consumo de leite teve início após o pequeno completar um ano de vida.

Ao completar dois anos, ele apresentava sinais de cansaço, agitação e pele pálida. Além disso, o menino era propenso a ter crises de raiva do que crianças com a mesma faixa etária. “Ele estava sempre de mau-humor. Nunca parecia bem descansado e tinha colapsos quase constantes”, relatou a mãe do pequeno Johnny.

Pediatra solicitou vários exames

O tom de pele alterado chamou atenção do pediatra que solicitou uma bateria de exames. Os resultados apontaram que o nível de hemoglobina estava abaixo no limite normal para um garoto de dois anos. No começo, os profissionais acreditavam que a criança tivesse leucemia, mas descobriram que se tratava na verdade de uma anemia severa.

A condição se desenvolveu por deficiência de ferro no organismo causado pelo consumo de leite acima do normal. O cálcio em excesso acaba atrapalhando a capacidade do organismo de absorver o ferro. Quando isso acontece, o corpo não produz a hemoglobina e os glóbulos vermelhos capazes de fazer o transporte de oxigênio para as células. O déficit culmina nos sintomas apresentados pelo garoto. O problema acabou desencadeando um sopro no coração do pequeno.

Recuperação de criança que teve overdose com leite

Felizmente, a criança conseguiu se recuperar bem após quase dois meses de tratamento. Ele foi submetido a duas transfusões sanguíneas e precisou de suplementos dietéticos contínuos. A alimentação do garotinho teve a dieta turbinada com consumindo mais ferro e limitando a quantidade de leite diária.

“>Continue Lendo

By admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *